Criação de tilápia do Nilo em tanques, origem e características

A criação de tilápia em tanques

A criação de tilápia pode ser realizada em vários sistemas: Intensivo, superintensivo, semi-intensivo e extensivo. Dentre estes o sistema de criação de tilápia em tanques tem alcançado bastante popularidade na criação de peixes no Brasil devido ao baixo custo de implantação. O modelo de piscicultura em tanques-rede também têm sido muito utilizado, são estruturas fabricadas para serem utilizadas na fase de engorda e em cultivos de alta densidade.

A carne de tilápia é vendida em média por R$ 3,50 o quilo, média da região sudeste. O nível da produção pode chegar a cinco tonaladas por hectare ao ano, dependendo do sistema utilizado, tanto no regime intensivo quanto no extensivo. Com o uso de mão de obra adequada e qualificada, e investimentos pesados em tecnologia é possível chegar até a 50 toneladas por hectare. Desta forma, a criação de tilápia em tanques pode ser um negócio muito lucrativo.

A demanda por carnes mais magras tem se crescido cada vez mais nos últimos anos e a produção de peixe ainda está aquém das necessidades do mercado. Somando-se a isso, há o fato de que a exploração descontrolada de rios, lagos e mares restringido a disponibilidade de recursos naturais. Desta forma a piscicultura surge no cenário mundial como uma alternativa de produção sustentável para substituir a pesca predatória, produzindo carne de peixe sem prejuízos aos ecossistemas e ao meio ambiente.

Criação de Peixes Tilápia do Nilo

Desenho da Tilápia do Nilo: Muito Lucro na Piscicultura

História da criação da Tilápia do Nilo

A tilápia apesar de muito utilizada na piscicultura do Brasil não é uma espécie natural do país. O cultivo de tilápia teve início no Quênia, na década de 1920, mas esse peixe de água doce é endêmico do rio Nilo, sendo que daí surgiu o nome tilápia do Nilo. Entretanto foi a partir da década de 50 que a tilápia adquiriu grande destaque na criação de peixes para fins comerciais no mundo, perdendo apenas para a carpa no ranking de peixes mais cultivados em todo o planeta.

A crescente procura por carnes brancas na alimentação, mais saudáveis e de grande praticidade no manejo fez da tilápia uma das espécies mais procuradas por quem pretende iniciar-se na produção de carne de peixe.

Características da criação de tilápias na piscicultura

As tilápias possuem rápida reprodução, são bastante resistentes à doenças ligadas à piscicultura, quedas na quantidade de oxigênio e mudanças de temperatura na água, além disso sua criação em tanques é de fácil manuseio. Tais qualidades fazem da espécie uma das mais procuradas para criação de peixes no Brasil.

O peixe se caracteriza por possuir um corpo ligeiramente alongado, sem escamas, e com uma grande variedade de espécies. Alguns indivíduos podem chegar ao tamanho de 40 centímetros com o decorrer dos anos, mas a média de tamanho de uma tilápia do nilo gira em torno dos 20 centímetros.

A carne da tilápia possui reduzido teor de calorias e de gordura (menos de 1%), além disso, é uma carne de peixe nobre e muito saborosa o que fez com que ganhasse rápida popularidade no Brasil.

Outro subproduto de grande lucratividade na criação de tilápias, além da carne é a sua pele. O couro de tilápia é muito valorizado no mercado externo, chegando a valer 70 dólares o metro quadrado. Além do couro a criação de tilápia em tanques ainda rende como subprodutos a carcaça, rabo, vísceras e escamas, que podem ser vendidos como adubo orgânico para a agricultura ou como insumos para a produção de rações de animais e peixes.

Ofertas Relacionadas

Empresa WP Soft - Sistemas Online  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>