Doenças e Pragas na Produção de Tomate: Nematóides no Tomateiro

Pragas Agrícolas – Doenças do Tomate Causadas Por Nematóides

A rigorosidade do ataque dos nematóides na agricultura varia bastante da espécie e raça do nematóide do solo encontrado na lavoura causando doenças no tomateiro, da suscetibilidade da planta de tomate cultivada na propriedade rural, do potencial de inóculo do nematóide na área e do modelo de solo cultivado. Normalmente, essas pragas do tomateiro são mais favoráveis aos terrenos franco-arenosos ou arenosos, estes oferecerem maior facilidade à movimentação e a migração dos nematóides. Áreas de plantio sucessivo de quiabo, batata, feijão, ervilha, soja e tomate promovem a multiplicação dos nematóides na agricultura com maior facilidade, propiciando ataques mais severos também à cultura do tomate.

Os ataques de nematóides como pragas das plantas de tomate podem ser percebidos pelo baixo nível de vitalidade e pouco crescimento da parte superior do tomateiro, a que tem contato com o ar. Tais sintomas  da doença são resultado direto da presença de massas de ovos e de galhas nas raízes da planta de tomate (Figura 1). Dentre as espécies mais comuns de nematóides na agricultura que causam doenças no tomate predominam as percencentes ao gênero Meloidogyne, dentre elas,  se sobressaem as raças M. incognita, M. javanica, M. arenaria e M. Hapla.

Características das Pragas e Doenças do Tomateiro – O que são Nematóides

O ataque de nematóides do solo gerando doenças no tomateiro é facilitado pela melhor capacidade de sobrevivência  da praga em regiões com temperatura de solo agrícola acima de 28°C. A  M. arenaria é bastante comum em regiões de solo arenoso.  A M. hapla pode ser localizada em locais de clima ameno e suporta temperaturas de solo abaixo de 12 ºC. Já espécies como M. incognita e M. javanica são mais universais e são bem adaptadas às diferentes condições climáticas do Brasil podendo atuar como pragas no cultivo do tomateiro de todo o país.

Uma vez que são parasitas obrigatórios, a sobrevivência dos nematóides na agricultura, depende principalmente de sua interação com plantas vivas. Contudo, ovos e larvas conseguem sobreviver por longos períodos de tempo inseridos na matéria orgânica e nas camadas mais profundas e úmidas do solo podendo ainda atacar como pragas do tomate.

Como Reduzir as Doenças no Tomateiro Causadas por Nematóides

Para que seja possível diminuir a população de nematóides no solo na plantação de tomates, recomenda-se:

  1. Plantar cultivares de tomate tolerantes;
  2. Rotação de culturas com gramíneas;
  3. Incorporar os restos culturais imediatamente após a ultima colheita;
  4. Não plantar tomate em áreas muito infestadas; fazer aração profunda;
  5. Aplicar no sulco de plantio nematicidas registrados;
  6. Deixar o solo exposto ao sol antes de fazer a gradagem;
  7. Não plantar sucessivamente na mesma área batata, ervilha, feijão, quiabo, soja e tomate;
Série Pragas e Doenças do Tomateiro: Nematóide-das-galhas

Nematóide-das-galhas. Raiz com protuberância (galhas) provocadas por nematóides do gênero Meloidogyne

Ofertas Relacionadas

Imobiliária Online
Imobiliária Online
Mais info»
R$ 35,00 mensal
Empresa WP Soft - Sistemas Online  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>